Sobre o futuro.

– Eu quero deitar abraçada com você. – Comecei. – E te levar café na cama. Te desejar boa sorte no trabalho. Conversar quando você estiver passando por uma dificuldade. Tudo isso. Me desejar boa sorte toda vez que sair de casa, porque lá fora tem um mundo sem você. E tudo que não te contém nunca vai ser bom o suficiente. E que o sol lá fora brilha, porque é o reflexo da tua luz. E que a lua só é bonita, porque se apaixonou por você. A gente tem uma vida linda, a gente vai ver o por do sol e você vai sentir. Podemos fazer até uma receita de bolo para sermos um casal mais fofo ainda. Desculpa se você não vê isso ao meu lado, mas eu vejo as melhores sensações saindo dos meus desejos. Desejo ver você olhando por uma janela daquelas bem grande típicas dos velhos prédios de Brooklyn. Mas te ver de longe. E desejar que isso fiquei na minha cabeça o resto da minha vida, como uma das minhas cenas favoritas da minha história. Quero dividir um cigarro e ficar com ciúmes dele voltar para sua boca naquele momento e eu não. Te beijar os olhos todas as vezes que você sorri, para conseguir enxergar meu eu te amando de todas as formas ocultas possíveis. Abraçar você por trás quando você estiver brava. E te dizer desculpas. Mesmo que a culpa não fosse minha. Porque eu sempre vou querer ver o sorriso. Nunca um rosto chateado. Te dar um empurrinho devagar quando estivermos andando, para te dizer que eu estou te amando agora, e você nem saber. Vou fazer muito isso. Só para você saber que está na minha cabeça agora. Escrever seu nome com meu sobrenome falando com alguém no telefone, só para ter certeza que eu te amo em tudo, ao ver meu nome rabiscado com o teu. Falar para meus amigos que é só gosto. Falar com desdém. Para não perder a pose de dura, mas ficar morrendo de vontade de gritar gosto de você. Beijar sua testa quando você espera que eu beije sua boca. Porque beijar a testa demonstra segurança. Eu quero te proteger de tudo. Até das coisas que você quer. Como eu. Eu prometo te proteger de mim. Eu ficaria com borboletas na barriga todos os dias, porque você simplesmente olharia para mim. Com aqueles olhos que me devoram por inteira. Ficar com vontade de que você devolva meu coração, mesmo parecendo que você sabe exatamente o que fazer com ele. Limpar todas as suas lágrimas e rezar para que elas não sejam minhas. Principalmente as tristes. E as vezes, nem que as lágrimas felizes sejam. Porque seriam lágrimas. E me deixariam com sensações de dores que eu já te provoquei. Então nunca chore de alegria por mim. Sorria. E me devora e continua me mostrando esse mundo lindo que você me fez conhecer depois de te encontrar. Eu não consigo me lembrar muito bem o que eu era antes de conhecer. Talvez uma pessoa e meia. Que as poesias mais lindas sejam em seu nome. Mesmo aquelas fictícias, né Arícia?E que você ainda continue sendo o que me rouba de manhã e não me deixa dormir a noite. E que as músicas de piano ainda sejam inspiradas na tua beleza. E nos seus olhos. Que seu coração continue doce e amargo ao mesmo tempo. Porque isso é a essência da minha receita. Eu sei que esses versos saem mais bonitos, quando meu consciência se peca comigo, mas não importa os meus eus, todos são absolutamente loucos por você. Então me rendo. Sou tua, me entrego. Meu desejo é teu, meu afeto também. Tem tanta coisa fora do lugar que eu vou tentar arrumar para você. Desculpa a demora para perceber isso. – Finalizei com um olhar calmo.

Eu estava pensando em promessas.
Na verdade, eu estava pensando em tudo que existe no mundo (e que tendem a ser muitas coisas) no qual eu tenho que te proteger. Não que eu sinta que o seu ser, seja algo inofensivo. Não, nada disso. Eu me sentiria assim, mesmo se você fosse Zeus e pudesse derrotar todos os Deuses. E se fosse você realmente fosse Zeus, eu iria querer ser só um pouquinho mais forte que você, só para te proteger. Aí eu percebo, essa minha leve obsessão de querer que tudo na vida seja mais fácil para você.

Eu realmente queria te fazer promessas reais, sabe?
Te prometer um mundo melhor e que as pessoas não sejam tão preto e branco como eu as enxergo. E que esse borrão colorido que você não entende quando você vê as pessoas, não se torne preto e branco, porque eu realmente acho que você consegue enxergar esse lado das pessoas como eu, sem cor de tudo, foi porque te puxei pro meu campo de visão do mundo. E eu queria que você parasse de sentir qualquer sentimento que te engasgasse, porque você sabe não é? Eu sempre quero as coisas na vida sejam mais fáceis para você.

Eu te prometo esperança. Eu quero te encorajar em tudo que você sonhar, mesmo quando você acha que são sonhos altos demais. Cara, a gente constrói um balão, daqueles bem grandes da Turquia, e foge atrás do sonho que você tiver. E nesse meio período a gente pode aprender até crochê. Eu vou ser tua injeção de adrenalina como em um paciente na UTI em fase terminal. Eu vou te reviver de qualquer morte que você possa a ter na tua vida. Eu vou ser a massagem que teu coração pede discreto para mim quando está pensando em levar um tiro.

Só sei que te protejo.
Mesmo se o tiro for meu.

Alexandria perdendo tempo tentando falar de promessas se sentindo estranha por estar falando em terceira pessoa com seu alterego.

Sobre você.

Os filmes lindos são sobre você. As cantigas de ninar são sobre você. Por você o por do sol nasce. Por você eu também acordo. Os sorriso surgem porque você existe. As poesias são seu nome. Seu cheiro é único, todo mundo almeja. Os românticos só pensam em você. Você é meu objeto almejado de perfeição favorito. Seu gosto é melhor que toda a culinária francesa. Você seria a musa do Wood Allen. Você é a minha voz da Scarlett. Você é a violência que não deu certo. Você representa o amor. Seu coração é a cura do suicídio.

Deus abençoe sua existência.

alexandriaj

Não importa que não tenha dado certo.
“É o jeito dela” – falaria se me perguntassem de você.
Você mora na contradição e eu até entendo, mas não me importo, só de pensar em você os cantos da minha boca se controlam para não soltar um sorriso escondido que eu guardo, quando eu ouço seu nome, sinto seu cheiro, ou quando eu sinto aquele vazio de estar numa multidão e sentir a falta que sua voz faz naquele monte de vozes que falam sobre qualquer coisa.
. E eu queria falar de você, ficar falando de você, porque você é meu assunto favorito, e ninguém entenderia, quase ninguém entende o que é gostar de você. Mas fico com ciúmes de imaginar. Mas eu entendo, eu entendo porque eu sei que é bom, pode não dar certo, posso andar por aí e pensar que tudo isso é uma bobeira, mas você é aquele tipo de pessoa que eu tenho vontade de dar a mão para atravessar a rua, mesmo se fosse só uma calçada que eu tivesse que passar.

Queria que você entendesse como as coisas banais me comovem. Me comove ver você de todas as formas possíveis, porque eu nunca valorizo nada, nem a minha vida, mas eu valorizo ver a tua.
Tenho vontade de te puxar pelo pescoço encostar tua pele na minha, tua testa na minha e ficar alguns minutos ali ouvindo sua respiração, para eu ficar pensando no que te falar. Eu nunca encontro, eu procuro de tudo nessa minha vida, acho a maioria delas, mas as palavras fogem, e eu procuro elas pra te dar, que palavras você quer?

Eu amo você, é uma delas?

seja numa briga, seja naquele abraço que eu admiro. Até no seu cheiro, que eu vou procurar em qualquer pessoa que passar, porque é isso que eu vou fazer de melhor, eu vou procurar você em qualquer pessoa e não vou achar, porque eu sei que é você quem eu procuro, e só em você que eu sempre procuro algo.

Não importa que não tenha dado certo.
Deu certo para mim o tempo todo, deu certo aquele abraço, aquele cigarro acendido que passou pelos seus lábios, aquele sorriso fofo, aquela provocação, até as discussões.

Então não importa que não tenha dado certo.
Dá certo para mim o tempo todo, porque aonde mora o teu sorriso é onde nasce o meu.

Foi apenas uma tentativa de escrever um texto feliz - mas saiu com a cara do meu amor. Não importa - Alexandria Jane. (via alexandriaj)